25 de julho de 2013

Atirando para todos os lados....

Cada prosa nova
Descubro um louco,
Um vadio
Sem alma nos dentes
Cada prosa nova vejo um perdido
Um frio, um infeliz
Teve um amor nas mãos e profanou,
Mostrou efêmero teu todo.
De resto, nem resto.

2 comentários:

  1. De resto, nem resto.
    Adorei teu estilo.
    Vai em frente.
    É bem por aí.
    abraço
    Lola

    ResponderExcluir

Pensamentos...